Lars Von Trier, O Gênio Moderno.


Por Malú Mairy

Lars Von trier, O Gênio moderno.

Bem pessoal, a idéia do nosso post hoje é mostrar uma critica para vocês sobre o Lars von trier, e através dela tentar trazer a tona um certo conhecimento ou tirar algumas dúvidas que bastante gente tem a respeito do diretor.

Não é fácil ter uma opinião “única” quando se trata do Lars, então quanto a isso decidi hoje trazer uma opinião de fora para não ficar somente entre a equipe e representar vocês leitores do blog.

Abaixo temos uma critica de um Leitor, espero que através dela vocês possam também analisar e tentar chegar a um ponto, ou como  melhor aconselho vocês,  acompanhar todo o trabalho do nosso Gênio Moderno, enfim para não tornar maior ainda o post a baixo está a critica do leitor:

Por Gustavo Sorg.

Trier, o Mestre do cinema underground moderno

Por parecer presunção de minha parte definir Lars Von Trier como “O Mestre do Cinema Underground Moderno”, mas esse será um texto bastante presunçoso, então nada mais junto do que um título que faça jus ao texto que vocês estão prestes a ler.

Primeiro gostaria que os bajuladores do cinema transformers ( ou cinema Michael Bay, como eu também gosto de chamar) e detentores do ódio pelo cinema underground e pelo cinema independente, se retirassem da sala, ou abrissem suas mentes para um dos diretores CHAVE para nossa cultura atual.

Vamos lá, quem é Lars Von Trier? Para quem desconhece, aqui vai uma breve explicação sobre o diretor:

Cineasta dinamarquês, nasceu em Copenhague em 1956, fundador do manifesto Dogma 95 blá,blá,blá… Esse é Lars Von Trier, mas quem é o CINEASTA Lars Von Trier?

Não procure por suas obras em cinemas, ao público aberto, nas prateleiras dos blockbusters, o cinema do diretor dinamarquês não é isso. Mas o que é então o cinema de Lars Von Trier?

Até agora vocês leram muitas perguntar e quase nenhuma resposta, estou certo? Então chega de espera, vamos às respostas. Trier produz filmes que não só fazem com que o espectador entre em um profundo estado de reflexão, como também num profundo estado de choque. O diretor expõe a essência mais bruta do ser humano, deixando explícita a verdadeira natureza do homem. Como se isso não bastasse, Trier consegue concretizar sentimentos através de seus filmes. O diretor não perde tempo em seus filmes. Cada instante é importante, não só para que se entenda a trama (que em alguns filmes pode ser difícil definir qual é a verdadeira trama), mas para que se absorva a obra como um todo.

As obras de maior destaque do diretor dinamarquês são relativamente recentes  vocês vão encontrar os nomes logo no final do texto ). Lars Von Trier não se preocupa em evitar nudez ou violência (não a violência extrema como é visto nos filmes do Tarantino, mas sim uma violência poética, que se encaixa exatamente na cena ou no contexto sem a necessidade de ser gore).

Finalizando, Para os que se interessaram pelo diretor e suas obras segue abaixo uma lista de filmes recentes (e excelentes), para os que não se interessaram se interessem! Cinema não é apenas um estilo ou um gênero, cinema é como uma árvore, o tronco é a “arte cinema”, mas o tronco se divide em várias ramificações( assim como música, pintura, etc.)que definem gêneros e subgêneros. E cinema NUNCA é ruim, não importa a qualidade do filme, lembre-se que apesar de o filme ser bom ou não, cinema é magia.

Lista de filmes de Lars Von Trier:

1998 – Idioterne (Os Idiotas)

2000 – Dancer in the Dark (Dançando no Escuro)

2003 – Dogville

2009 – Antichrist

2011 – Melancholia

E dando continuidade a nossas ondas de criticas e conhecimentos sobre o Lars von trier, também temos um pequeno resumo de “Antichrist“,um dos seus filmes na qual gera muito choque entre os cinéfilos e ao mesmo tempo torna-se ainda mais admirável sua obra diante do cinema, e para informa-los melhor sobre suas obras está aqui este resumo sobre seu filme.

 

Lars von Trier no Blog:

https://cinetoscopios.wordpress.com/2012/10/26/anticristo-lars-von-trier-2009/

Anúncios